ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Caso Gleydson: Júri popular condena primeiros acusados de matar o radialista Crime aconteceu em Camocim no ano de 2015, enquanto Gleydson apresentava programa

Tribunal do Júri da Comarca de Camocim condenou, na noite desta quarta-feira (10), os três primeiros acusados da morte do radialista Gleydson Carvalho. A condenação aconteceu após quase 11 horas de julgamento.
O juiz Mikhail de Andrade Torres leu a sentença, que determinou uma pena de 27 anos de prisão para Thiago Lemos, julgado à revelia por estar foragido.
Gisele de Sousa Nascimento e Regina Rocha Lopes, também acusadas e presentes no banco dos réus, foram condenadas, cada uma, a 23 anos de prisão. O julgamento aconteceu no Plenário Deputado Murilo Aguiar, na Câmara Municipal.
Outras 6 pessoas serão julgadas pela execução do jornalista.
Em tempo
Dois homens assassinaram Gleydson Carvalho, 33, enquanto apresentava seu programa na Rádio Liberdade 90,3 FM, em Camocim, no dia 6 de agosto de 2015. A motivação seria intolerância à liberdade de expressão.
Confira a sentença:



nanomag

Radialista Publicitario e Líder dos movimentos sociais.


0 thoughts on “Caso Gleydson: Júri popular condena primeiros acusados de matar o radialista Crime aconteceu em Camocim no ano de 2015, enquanto Gleydson apresentava programa

    Comente! Expresse sua opinião sobre o assunto ou sobre a dinâmica do site e nos ajude a evoluir!